Os sentimentos de medo e ódio na utilização das doenças

Ao utilizar-se das doenças e de seus sintomas para satisfazer necessidades internas, observa-se que são acionados um conjunto de sentimentos. Os dois sentimentos que mais são observados são os de medos e de ódios.

A presença destes sentimentos já se justificam por estar-se lidando com algo de extrema periculosidade, a própria vida.

Entretanto, observa-se que estes sentimento apresentam-se como motivadores para a continuidade da doença, apresentando-se um grande paradoxo.

Os medos nos defendem da morte. Estamos vivos porque sentimos medos. Por outro lado, existem momentos que temos medo de nos livrarmos das ameaças e sofrimentos, porque nos afastaria dos benefícios que adquirimos através dos mesmos. Nestes casos o risco da morte é menos temível do que ficar sem a punição, a chantagem e a manipulação.

O mesmo fenômeno é observado quanto às raivas. Este sentimento nos  impulsiona a transformar algo que não está mostrando-se eficaz, ético ou que deponha com a nossa intenção de ser. Toda a evolução humana tem a raiva como aliada. Contudo, observamos a existência de raivas patológicas, contribuindo para a existência de verdadeiros ódios que  e escravizam e que provocam a destruição.

Tantos os medos patológicos, quanto a impotência que gera raiva, inveja e necessidade de vinganças (conscientes ou não), implicam no desenvolvimento de uma série de sintomas psicossomáticos.

Léo Baroni

Formulário de Contato:

26 comentários sobre “Os sentimentos de medo e ódio na utilização das doenças

    1. Oi Gleice.
      Eu consulto em São bernardo do Campo, utilizando, também, da técnica regressiva.
      Não conheço outras clínicas que façam isso.
      Endereço do meu consultório: Rua Adriático, 02, Bairro Jardim do Mar, (travessa da Av. Redençao), São Bernardo do Campo.
      fone: (11) 4125-2513 ou 4123-2943.
      Obrigado.
      Léo Baroni

    2. Oi Gleice gostaria de saber se vc foi ao consultorio do dr leo e como é, não quero ser indiscreta mas preciso da opinião de alguem que foi antes,para saber se é um profissional serio.

      1. Oi Rose.
        É muito importante conhecer e adquirir confiança nos profissionais da saúde mental. Caso possa ajudá-la, nesta quarta feira, dia 27 de Abri, às 20h30min. desenvolverei palestra gratuita sobre o tema ” “O Ser e a Aparência” no meu consultório da Av. Moema, 635, Planalto Paulista, São Paulo, SP. foene: (11) 3459-8322. No endereço http://sereaparencia.wordpress.com você poderá ter acesso ao conteúdo da mesma. Te aguardo na palestra ou em uma consulta sem compromisso para que você possa me conhecer um pouco.
        Obrigado.
        Léo

  1. Oi,Leo!
    Que bom seria se as ideias que compartilho fossem apenas um arcabouço .Não são.
    Eu realmente estou com percepções muito fortes e incomodas da minha circunstancia de ter sofrido perdas e estar vendo uma serie de comportamentos que não me dizem boas coisas.Estou só na minha magoa.Estou só na minha raiva.Estou só no meu pensar e na minha consequência,Todos resolveram me dar um tempo,se afastaram como sem vinculos.Parecendo que as pessoas não estavam comigo,eu é que estava com elas,estava ocupada com meus compromissos ,e algumas pessoas eram dependentes minhas,eu era responsavel enquanto elas eram compromissadas com meu cuidado e atenção.Fiquei só,elas cresceram ou resolveram ir ao encontro de outras coisas e importancias,de pessoas de objetivos e de vontades,Fiquei só,mas compreendia.Elas se afastaram e deixaram-me preocupada e com dividas.Deixaram-me sem que ,eu pudesse ter recursos de solucionar minhas parcelas de custos financeiros,Estou sem aliados e sem trabalho.Vivo com recursos de bens.São insuficientes e não vejo a hora do fim das minhas dividas,Quero um Emprego.
    Maiza Medina de Freitas.

    1. Oi, Maiza
      Aprendi na minha jornada de psicoterapeuta, que o sentido sempre é verdadeiro frente aos acontecimentos e percepções. Esta sua reflexãosobre o ser só frente à realidade remeteu-me à uma preocupação que me faz refletir muito.
      Nesta semana estava revendo minhas anotações sobre uma palestra que proferi no ano passado sobre “o amor na relação dialógica”- “EU e TU” de Martin Buber {e que decidi realizá-la novamente na última quarta feira de março (dia 23)- você é a primeira a saber desta minha decisão- } onde tem reencontrei parte desta minha reflexão sobre a solidão em Van Den Berg e em . Ciatrei a conclusão de Van den Berg em seu licvro “Paciente Psiquiátrico”: Van Den Berg em suas reflexões finais do livro “O Paciente Paiquiátrico” reconhece o isolamento e a exclusão como fatores fundamentais na constituição dos males psiquiátricos e na importância de serem reconhecidos e levados em conta na interrogação fenomenológica do problema:
      “O paciente psi¬quiátrico está sozinho. Tem poucas amizades, ou talvez ne¬nhuma. Está isolado. Sente-se solitário. Pode manter-se afastado durante uma conversação. Às vezes, nenhuma conversação com ele é possível. Parece estranho, misterioso, às vezes inescrutável. A variedade não tem fim — mas a essên¬cia permanece a mesma. O paciente psiquiátrico está isola¬do. Daí é que vem o seu mundo diferente. As casas se in¬clinam para a frente, as flores não têm graça. É por isso que o seu corpo também parece diferente. Dói-lhe o coração e as suas pernas estão fracas. Daí o seu passado diferente. A sua educação falhou. Daí as suas dificuldades com as outras pessoas, sendo que este último mal engloba todos os outros. Está isolado, está solitário. A solidão é a essência da sua doença, seja qual for o diagnóstico. Assim pois a so¬lidão é o fator essencial da psiquiatria. Se a solidão nunca ocorresse na existência humana, poder-se-ia admitir que os distúrbios psiquiátricos seriam desconhecidos, com exceção de algumas doenças causadas por defeitos anatômicos ou fisiológicos do cérebro”. (O PACIENTE PSIQUIÁTRICO, J. H. VAN DEN BERG pp104 e 105).
      Maisa, vamos conversar.
      Abraços
      Léo

      1. Fui criada sem meus pais.Aos 4 anos de idade,fui estrupada e até´hoje não consegui perder o medo dos homens.Ja fui casada e medo permanece,por ter sofrido uma sequencia de estrupos posteriores.até um terapeuta abusou de mim.O medo é´decorrente do meu passado sera que um regresso me ajudaria?

      2. Maria José,
        Sim, o processo psicoterapêutico e as regressões seriam instrumentos importantes neste seu propósito de combater as sequelas das violências que passou. Ressalto a importância de sempre procurar profissionais competentes e éticos para não passar por outras situações constrangedoras. Caso sinta que é importante, marque um horário para abordarmos mais profundamente seus medos e as formas de vencê-los.
        Léo

  2. Boa noite,
    Leo Baroni

    Bem tenho um irmã gemea a qual sempre tem depressões não consegue trabalhar sempre fica nos empregos e logo sai,sempro chorando falando que nunca esta feliz,sempre quer que as coisas acontecam rapido na vida,gostaria muito que fosse ao consultorio fazer não sei dizer uma regressão para ver o que de uma certa ficou mal resolvido,ela tem crises de ansiendade e as vezes é necessario leva-la ao hospital e para parar de chorar e preciso tomar calmante,as vezes acredito que isso seja mais espiritual ou da cabeça dela nào so sei que precisa de ajuda e de uma resposta,já falei para ela da regressão ela diz que tem medo,informei que o que o vai acontecer e analisar os acontecimentos e ver o que sera aproveitado para que ela tenha uma vida melhor.

    obrigada pela atenção e espero que leia e me responda,assim quem sabe ela cria coragem e vai ver o significado ou entender seus medos.

    1. Oi Júlia.
      Na sua apresentação dos problemas de sua irmã, fica claro que a depressão e a ansiedade estão intensas e generalizadas. É importante tratá-las pois somente assim elas podem ser superadas. Ela já sofreu e sofre muito, e por isso tem medos e resistências para com os tratamentos e para as técnicas que poderiam trazer um auxílio.
      Gostaria de ajudá-la, mas é preciso que ela venha até o meu consultório. Diga que a princípio somente me conhecerá e tirará dúvidas e nada será feito se ela não quiser. Assim poderá ter um pouco mais de segurança.
      Aguardo o agendamento:
      Consultório,
      Av. Moema, 635. Planalto Paulista SP.
      fone: (11) 3459-8322.

      Obrigado,
      Léo

  3. Gostária de saber eu era uma pessoa que tinha muito sono, ultimamente estou c/ muito insônia tá um horror qdo chega a noite tenho sono mais fico eletrica .

    1. Maria,
      obrigado por escrever.
      Insônia pode ser sintoma decorrentes de problemas emocionais e, se não identificados e tratados, ´podem gerar grande desconforto e cansaços. Recomendo que procure um médico e/ou psicólogo para que isso possa ser identificado corretamente para que você tenha um tratamento eficaz.
      Léo
      L

  4. Boa tarde, tenho passado por diversos problemas, depressão,me sinto sozinha, irritada, nao sou uma pessoa obesa, mas estou acima do peso e sei que como pra esquecer um pouco, sou uma pessoa muitas vezes retraida, sem animo pra sair e sair de um relacionamento no qual nao consigo superar, ainda gosto dele e sofro muito por isso, mas o que mais me incomoda é que sou frustrada, tenho muito medo de dirigir e meu sonho é conseguir superar isso, nao tenho condições financeiras de bancar um tratamento, gostaria de saber se consigo ajuda de alguma forma? Nunca pensei em me matar, mas sou uma pessoa extremamente triste e frustrada comigo mesmo e nao to aguentando mais, me ajuda, por favor!

    1. Simone, boa noite.
      Recomendo que marque uma consulta em meu consultório, sem compromissos, para que possamos estudar algo que possa atender suas necessidades.
      Consultório em São Paulo: Av. Moema, 635 fone (11) 3459-8322
      Consiltório em SBCampo: Rua Adriático, 02 fone (11) 4125-2513
      Léo

  5. Tenho muita vontade de fazer uma regressão, mas não tenho condições financeiras, será cara?

  6. estou muito deprimido estou com vontade de morrer enoreme, tudo aconteceu depois da minha separaçao em seguida veio a morte de meu pai e depois encontrei uma mulher q so me ferrou tirou tudo que tinha menos amor de meu filho e meu carecter minha honestidade. mas hoje estou meio deficiente e nao tenho condeçoes de trabalhar na meu ramo, me sinto muito deprimido sem vontade de viver comer tudo isso por causa da mulher de campinas que ate me agrediu ela agrediu. o nome dela é danny seu fone 019 8843-0249 3 8131-8139 e o meu 11 6092-1614 queria viver voltar a ser como sempre fui um cara de bom coraçao bom carater amigo em tudo, ela a danny me fazia comprar mercado, cervejas, material da obra, paguei pedreiro pagruei documento do carro dela e hoje estou na merda.
    ela me agrediu duas vezes na primeira me bateu bastante eu nao ergui minha mao, mas na segunda foi diferente me defendi com o braço esquerdo pois meu lado direito

    1. Robson, boa noite
      Recomendo a procura imediata de um profissional de psiquiatria para que possa obter um conforto em seu sofrimento causado pela sua história e pela depressão. Quando começar a sentir melhor disposição e menos desconforto e confusão mental, procure uma psicoterapia. Mesmo que esteja passando por problemas financeiros, você encontrará atendimento nos ambulatórios das faculdades. Insista nesta procura.
      Léo Baroni

    1. Shirlene,
      Utilizo a regressão como uma técnica eficaz nos tratamentos psicoterapêuticos, quando esta se faz necessário, sobretudo quando há presença de sintomas psicossomáticos e/ou de eventos recorrentes no processo de existir do paciente. Assim, para se submeter ao processo é necessário que a pessoa encontre-se em tratamento psicoterapêutico e com a certeza de que a prescrição da técnica regressiva seja promissora e acertada para a mesma .
      O preço é discutido somente nas sessões terapêuticas.
      Caso tenha interesse, marque uma consulta com a secretária, sem compromissos, (11) 3459-8322.
      Obrigado.

  7. Olá. Sou de Porto Alegre, no RS.
    Tenho 32 anos e ainda não tenho Carteira Nacional de Habilitação. Passei vários anos da minha vida com medo de dirigir. Ainda tenho um pouco de medo, em certas situações. Investi mais de 1,5 mil reais numa autoescola (paguei com cartão de crédito que foi dureza pra eu conseguir, as administradoras não queriam aprovar meu crédito), fiz seis exames práticos, mas não obtive a aprovação.
    Minha situação financeira não é boa o suficiente para custear um tratamento para pessoas com dificuldade de dirigir. Algumas clínicas, inclusive, dão tratamento somente para pessoas já habilitadas, mas que não dirigem na prática.
    Sinto-me ansioso.

  8. Olá…Tenho 34 anos .casada e duas filhas.De 1 ano e meio para cá, começei a sentir coisas muito estranhas.Como sensações de morte,disparo no coração e medo de sair sozinha.Sempre gostei muito de dirigir e nem isso consigo,mais fazer só,Já fiz uma regressão em sp,mas não senti nada e não vivi nada,pois acredito que a pessoa que me atendeu só estava interessada no dinheiro,Bastou dar o período de 40 minutos.disse que havia acabado.Vai entender.Gostaria de saber se o meu caso pode ser síndrome de panico?Ou uma regressão pode me ajudar?Estou muito triste, e me sentindo incapaz de tudo,

    1. Gisele, boa tarde.
      Para obter um diagnóstico com precisão é necessário que busque um médico, de preferência um psiquiatra, que tem a competência em lhe fornecer este diagnóstico e prescrever medicações, se este for o caso.
      A psicoterapia também lhe seria de muita ajuda.
      Desenvolvo psicoterapia fenomenológica existencial e utilizo de técnicas regressivas para ajudar a catarse e a tomada de consciência.
      Não recomendo em se fazer somente uma ou outra sessão de regressão, sem que esta esteja inserida em um processo maior de psicoterapia, e que seja efetuada em várias sessões.
      Caso queira explorar um pouco mais as possibilidades de um tratamento mais adequado à você, me procure para uma conversa no meu consultório, sem compromissos: (11) 3459-8322.
      Obrigado

  9. ola sou muito depressivo não tenho nem vontade de escrever pra min nada tem mais graça não sei o que faço não consigo conviver com as pessoas mais ,tenho medo das pessoas no trabalho não paro em lugar nenhum estou sempre desempregado sem amigos ,e não tenho dinheiro para me tratar no sus não funciona so dao remédios so penso coisas erradas, valeu so desabafei um pouco

  10. obrigado pela atenção, já estou iniciando um tratamento , so tenho que continuar eu vou conseguir sair dessa . obrigado qualquer dia apareço ,estou tomando fluoxetina , pode me causar algum problema de memoria futuramente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s